LoginLogin
7.819 relógios para "

Audemars Piguet

"
Marca
Modelo
Preço
Diâmetro
Ano
Localização
Leia mais
A sua escolha

A sua escolha

A sua escolha

A sua pesquisa não obteve resultados
A sua escolha

A sua pesquisa não obteve resultados
A sua escolha

A sua pesquisa não obteve resultados
Informações gerais
Tipo de relógio
Referência
Leia mais ...
Novo/usado
Disponibilidade
Sexo
Estado
Leia mais ...
Âmbito de fornecimento
Propriedades e funções
Corda
Material da caixa
Leia mais ...
Mostrador
Leia mais ...
Vidro
Leia mais ...
Funções
Leia mais ...
Altura
Leia mais ...
Material da luneta
Leia mais ...
Números do mostrador
Impermeável
Leia mais ...
Outro
Leia mais ...
Bracelete
Material da bracelete
Leia mais ...
Largura
Leia mais ...
Cor da bracelete
Leia mais ...
Material do fecho
Leia mais ...
Cancelar

Ordenar por

Audemars Piguet 18K Rose Gold Royal Oak Offshore Chronograph... Audemars Piguet 18K Rose Gold Royal Oak Offshore Chronograph...
38.099 

Audemars Piguet – Alta relojoaria desde 1875

A Audemars Piguet é uma das mais renomadas marcas de relojoaria suíça do mundo. Os relógios do catálogo da marca albergam calibres elaborados com calendário perpétuo ou turbilhão. O Royal Oak em aço é um dos relógios desportivos de luxo mais famosos.

Destaques da Audemars Piguet

  • Relógios de luxo mecânicos de excelência
  • Royal Oak: o modelo mais famoso da manufactura
  • Modelo Millenary com caixa oval
  • Coleções elegantes: Jules Audemars e Edward Piguet
  • Grande Complication com calendário perpétuo, cronógrafo e repetição de minutos

Audemars Piguet: pioneiro e revolucionário

Fundada em 1875, a manufactura Audemars Piguet apresentou os seus primeiros relógios de pulso em 1892, uma época em que dominavam ainda os relógios de bolso. A marca suíça é célebre pelos seus movimentos complicados que incluem sonnerie ou turbilhões.
Um dos modelos mais reconhecidos da marca é o Royal Oak. Lançado no início dos anos 1970, este relógio foi uma verdadeira revolução na indústria relojoeira. Naquela época, os relógios de alta gama de luxo caracterizavam-se por apresentar uma estética clássica e materiais preciosos como o ouro. Atualmente, este tipo de relógios inscreve-se na categoria dos dress watches. Aquando do seu lançamento, o Royal Oak custava mais de 3.600 francos suíços, sendo o primeiro relógio desportivo de aço inoxidável a este preço. Com efeito, era inclusive mais caro do que alguns relógios de ouro da Patek Philippe. Os modelos em aço de outras marcas encontravam-se num segmento de preço bastante mais abaixo, sendo até adequados para o mergulho. Com o passar dos anos, o Royal Oak tornou-se no modelo mais emblemático da Audemars Piguet e, atualmente, é um relógio de culto.

Mais modelos da Audemars Piguet

Antes de lançar o Royal Oak em 1972, a Audemars Piguet apresentou diversos relógios clássicos em ouro. Distinguiam-se por serem particularmente finos ou integrarem funções como um calendário perpétuo. A Audemars Piguet desenvolveu, em conjunto com a LeCoultre, o lendário calibre ultra-fino de corda manual 2003, que surpreendeu pelos seus 1,64 mm de espessura.

Os modelos desportivos da Audemars Piguet

Em 1993, a Audemars Piguet enriqueceu a sua coleção de relógios desportivos com o modelo Royal Oak Offshore, que inclui uma função de cronógrafo. Ao contrário do primeiro Royal Oak dos anos setenta, o Offshore é um relógio mais masculino e desportivo. O seu design imponente dirige-se sobretudo a um público mais jovem e cativou celebridades do mundo do desporto como Lebron James ou Michael Schumacher. O ator Arnold Schwarzenegger e o rapper Jay-Z também são fãs do Offshore. O relógio está também disponível numa versão feminina, decorado com diamantes. A coleção integra relógios de mergulho com uma luneta giratória para controlar os tempos de imersão. O Offshore Diver apresenta uma estanqueidade até 300 m (30 bar).

Dress watches e relógios complicados da Audemars Piguet

A par dos modelos desportivos, a Audemars Piguet também oferece relógios de pulso mais clássicos e tradicionais. A linha Jules Audemars integra elegantes relógios de três ponteiros com segundos centrais ou descentrados. Esta linha deve o seu nome a um dos fundadores da marca e oferece também modelos mais complexos com sonnerie, calendário perpétuo, turbilhão ou repetição de minutos. Os modelos mais emblemáticos da coleção são denominados Grande Complication. Estas peças albergam um calendário perpétuo, fases da lua, função cronográfica e repetição de minutos. As versões Extra-Thin, com dois ponteiros, são particularmente elegantes. Apresentam uma espessura de apenas 6,7 mm, o que permite usar o relógio por baixo da manga da camisa. Igualmente elegante e clássica, a linha Edward Piguet, cujo nome advém do outro fundador da marca, apresenta relógios de formato retangular. Esta linha já não se encontra em produção, mas poderá encontrar modelos usados no mercado.
A coleção Millenary acolhe verdadeiras obras-primas da relojoaria que certamente não passam despercebidas com a sua caixa oval. Apresentam-se com mostradores descentrados que oferecem vista para o movimento. A maioria dos movimentos desta coleção são esqueletizados e muitos modelos integram um turbilhão bem como caixas, lunetas e mostradores ricamente decoradas com diamantes. Verdadeiros tesouros.

Preços dos relógios Audemars Piguet

Os relógios da Audemars Piguet são verdadeiras peças de alta relojoaria. A manufactura de Le Brassus é uma das mais respeitadas marcas de relojoaria a nível mundial.

Preços dos relógios desportivos

Os relógios vintage de ouro com um calibre de corda manual estão disponíveis a partir dos 2.000 euros. A variante feminina do Royal Oak com um movimento de quartzo em segunda mão custa também 2.000 euros. Por estrear, ronda os 9.000 euros. O Royal Oak Lady com um calibre mecânico está disponível a partir dos 4.000 euros. Este mesmo modelo, novo, custa, no mínimo, 13.000 euros.
Um modelo masculino de corda automática, em excelente estado de conservação, custa, em segunda mão, cerca de 13.000 euros. Conte com mais 2.000 euros para um modelo novo. Se pretender adquirir um Royal Oak Chronograph para cronometrar intervalos de tempo, conte com uma verba de 12.000 euros, no caso de se tratar de um exemplar usado. Os preços dos cronógrafos por estrear começam nos 16.000 euros.
Um Royal Oak Offshore usado custa cerca de 8.000 euros. As versões novas do Offshore encontram-se na faixa dos 13.000 euros. Os relógios de mergulho usados custam cerca de 11.000 euros, ao passo que os exemplares por estrear custam cerca de 15.000 euros.

Preço dos dress watches

Um dress watch clássico da linha Jules Audemars custa, usado, cerca de 5.000 euros. Os cronógrafos desta linha encontram-se na mesma faixa de preço. Os exemplares novos com dois ou três ponteiros encontram-se rondam os 12.000 euros, ao passo que os cronógrafos alcançam os 15.000 euros. Um Jules Audemars usado integrando um calendário perpétuo custa cerca de 28.000 euros. Novo, o preço deste relógio ronda os 50.000 euros. As versões com repetição de minutos são ainda mais caras. Usadas, custam mais de 150.000 euros, ao passo que os modelos novos se aproximam dos 200.000 euros. Conte com uma verba de mais de 40.000 euros para um Grande Complication usado e com mais de 500.000 euros para um exemplar novo.
Um Millenary de três ponteiros e indicação de data custa cerca de 3.000 euros usado e cerca de 5000 euros novo. Já as versões com função de cronógrafo alcançam os 6.000 euros usadas e os 12.000 euros novas. Os modelos de topo com caixa em platina e turbilhão têm um preço na ordem dos 400.000 euros. Se pretender adquirir a versão com diamantes, terá de desembolsar mais de 600.000 euros.

Qual é o Audemars Piguet que melhor se adequa a mim?

Modelo Tipo Material Funções
Royal Oak Relógio desportivo Aço inoxidável, titânio, ouro, platina Data, calendário anual, calendário quadrienal, calendário perpétuo, GMT, turbilhão, equação do tempo
Royal Oak Chronograph Relógio desportivo Aço inoxidável, titânio, ouro Data, cronógrafo
Royal Oak Offshore Relógio desportivo Aço inoxidável, aço e ouro, ouro, cerâmica, platina, titânio, carbono Data, cronógrafo, flyback, calendário perpétuo, turbilhão, repetição de minutos
Millenary Dress watch Aço inoxidável, carbono, ouro, titânio, platina Data, pequenos segundos, GMT, fases da lua, calendário perpétuo, turbilhão, repetição de minutos
Jules Audemars Dress watch Aço inoxidável, titânio, ouro, platina Data, cronógrafo, calendário quadrienal, calendário perpétuo, GMT, repetição de minutos, turbilhão, equação do tempo

Audemars Piguet Royal Oak: liberte-se de convenções

O Royal Oak é o modelo mais emblemático da Audemars Piguet. Quando a manufactura suíça o apresentou em 1972, revolucionou não só o conceito de relógio desportivo, como também a estética dos relógios de luxo de alta gama, dado que o aço não era um material usado neste segmento. Os relógios de pulso da Patek Philippe, Jaeger-LeCoultre ou Vacheron Constantin eram fabricados em materiais nobres, como o ouro, e possuíam uma estética marcadamente clássica.
A história do Royal Oak começou em 1971, quando Georges Golay era o diretor-geral da Audemars Piguet. Carlo de Marchi, o agente distribuidor da Audemars Piguet na Itália, entrou em contacto com Golay, com um pedido muito específico: pretendia que a marca criasse um relógio que pudesse ser usado em ocasiões tão diversas como um passeio ao volante de um carro desportivo, um fim de semana num barco ou uma noite de festa num clube noturno. A caixa e a bracelete não tinham necessariamente de ser em materiais nobres.
O famoso designer Gérald Genta foi incumbido de desenhar o Royal Oak. Quatro anos mais tarde, Genta desenharia também o Nautilus da Patek Philippe. A estética do Royal Oak é altamente inconvencional e futurista graças à sua luneta octogonal, que faz lembrar as escotilhas de um navio. A luneta encontra-se fixa à caixa por oito parafusos hexagonais, sendo uma das características mais vincadas desta peça. Entre a luneta e a caixa, encontra-se um vedante. Os parafusos estão inseridos na luneta, perfeitamente alinhados de tal forma que se se desenhasse uma linha de um parafuso ao outro, obter-se-ia um círculo. Este efeito é conseguido graças ao facto de os parafusos serem inseridos e fixados na parte inferior. A inconfundível bracelete em aço integrada foi concebida para se fundir com a caixa e os seus elos vão diminuindo de tamanho até chegar ao fecho.
Inicialmente, o Royal Oak não foi particularmente bem-recebido, mas com o tempo acabaria por se tornar num dos relógios mais icónicos da história da relojoaria.

Características do Audemars Piguet Royal Oak

  • Icónico relógio desportivo de luxo em aço
  • Concebido pelo famoso designer Gérald Genta
  • Luneta octogonal com oito parafusos

Audemars Piguet Royal Oak Offshore: o aperfeiçoamento de um ícone

A Audemars Piguet lançou o Royal Oak Offshore em 1993. Com a sua luneta octogonal, este modelo é bastante semelhante ao Royal Oak, mas com um caráter desportivo mais forte. Isto porque se trata de um cronógrafo, apresentando inclusive uma estanqueidade até 300 m (30 bar) nas versões de mergulho. O Royal Oak é apenas estanque até 50 m de profundidade (5 bar).
A gama Royal Oak Offshore integra atualmente mais de 70 modelos. Desde variantes femininas incrustadas de diamantes até cronógrafos com turbilhão. Existem também versões em metais preciosos como o ouro. As caixas estão disponíveis em tamanhos que vão desde os 37 mm (no caso dos modelos femininos) até aos 48 mm (no caso dos modelos masculinos). No meio, encontram-se tamanhos contemporâneos de 42 mm.
As variantes mais sumptuosas desta gama são os modelos Grande Complication. Como o próprio nome indica, estes relógios integram diversas complicações como, por exemplo, cronógrafo, calendário perpétuo e repetição de minutos. A caixa apresenta um diâmetro de 44 mm e uma espessura de 15,7 mm. Devido à complexidade das suas funções, estas peças oferecem uma estanqueidade de apenas 20 m (2 bar). São modelos de corda automática, ou seja, o relógio recebe energia constante através do movimento do braço. No que aos materiais diz respeito, poderá escolher entre o titânio e o ouro branco ou rosa. A complementar, dispõe de braceletes de cauchu.

Principais características do Audemars Piguet Royal Oak Offshore

  • Mais desportivo do que Royal Oak
  • Relógios de mergulho estanques até 300 m (30 bar)
  • Modelos Grande Complication com calendário perpétuo, cronógrafo e repetição de minutos

Audemars Piguet Millenary: obras-primas da relojoaria

Os relógios da coleção Millenary da Audemars Piguet são imediatamente reconhecíveis pela sua inconfundível caixa oval. Outra característica típica, sobretudo nos modelos mais recentes, são os mostradores descentrados que deixam entrever o fascinante coração da mecânica relojoeira. A Audemars Piguet decora ricamente os seus movimentos, pelo que este detalhe é um deleite para os olhos. A gama Millenary foi lançada no mercado em 1995.
A coleção Millenary oferece muitas variantes. As caixas estão disponíveis em diferentes tamanhos, que começam nos 39,5 mm, passando pelos 45 mm até aos 47 mm. Alguns modelos são luxuosamente decorados com diamantes na luneta, caixa, mostrador ou pontes do movimento. Uma das características mais vincadas da coleção é que alguns modelos integram complicações como turbilhão, repetição de minutos ou calendário quadrienal. Este último deve ser corrigido manualmente a cada quatro anos, já que não têm em conta o 29 de fevereiro de um ano bissexto.

Principais características do Audemars Piguet Millenary

  • Caixa oval e mostrador das horas e minutos descentrado
  • Mecanismo ricamente trabalhado
  • Disponível também com repetição de minutos e turbilhão

História da manufactura Audemars Piguet

A Audemars Piguet conta com mais de 140 anos de história. Foi fundada em 1875 pelo mestre Jules-Louis Audemars em Le Brassus, pouco depois de este ter terminado a sua formação como repasseur. Um repasseur realiza o último controlo dos relógios finalizados e tem duas tarefas extra: a eliminação de possíveis defeitos e o acabamento, ou finissage, que consiste na última fase da montagem das peças para que funcionem. A marca tem a sua sede em Le Brassus, berço de muitas marcas relojoeiras de excelência como a Blancpain, a Jaeger-LeCoultre e a Breguet.
Durante o processo de criação da empresa, Jules-Louis Audemars acabou por se associar ao seu amigo de infância Edward-Auguste Piguet, outro repasseur. Em 1881, ambos fundaram a empresa Audemars Piguet & Cie. A manufactura começou por produzir, logo desde o início, complexos relógios de bolso. Poucos meses depois, apresentaram relógios com calendário perpétuo, repetição de minutos e cronógrafo. O relógio de bolso "Grande Complication" ganhou uma medalha na Exposição Universal de Paris em 1889. Pouco tempo depois, Audemars Piguet alcançava outro grande êxito: em 1891, a marca apresentou o movimento com repetição de minutos mais pequeno da época, com um calibre de apenas 18 mm.