LoginLogin
7.264 relógios para "

Omega Seamaster relógios

"
Marca
Modelo
Preço
Diâmetro
Ano
Localização
Mais
A sua escolha

A sua escolha

A sua escolha

A sua pesquisa não obteve resultados
A sua escolha

A sua pesquisa não obteve resultados
A sua escolha

A sua pesquisa não obteve resultados
Informações gerais
Tipo de relógio
Referência
Leia mais ...
Novo/usado
Disponibilidade
Sexo
Estado
Leia mais ...
Âmbito de fornecimento
Propriedades e funções
Corda
Material da caixa
Leia mais ...
Mostrador
Leia mais ...
Vidro
Leia mais ...
Funções
Leia mais ...
Altura
Leia mais ...
Material da luneta
Leia mais ...
Números do mostrador
Impermeável
Leia mais ...
Outro
Leia mais ...
Bracelete
Material da bracelete
Leia mais ...
Largura
Leia mais ...
Cor da bracelete
Leia mais ...
Material do fecho
Leia mais ...
Cancelar

Ordenar por

Omega Seamaster Aqua Terra 150M Master Co-Axial 43 MM Ref.... Omega Seamaster Aqua Terra 150M Master Co-Axial 43 MM Ref....
4.640 

Omega Seamaster: O senhor dos mares

De entre os muitos relógios de mergulho do mundo, o Omega Seamaster é um dos mais conhecidos. Há décadas que esta linha é uma fiel companheira de profissionais e amadores do mergulho, assim como do famoso agente secreto James Bond.

Destaques do Omega Seamaster

  • Vasta gama de relógios de mergulho
  • Estanque até 1.200 m (120 bar)
  • Potencial de valorização das peças de coleção
  • Caixas: aço, ouro, titânio e platina
  • No pulso de James Bond desde 1995

Variações Seamaster

A Omega tem uma longa e forte ligação ao mundo do mar. A família de relógios Seamaster surgiu em 1948 e é a mais antiga linha ainda em produção da marca suíça. De facto, a história da Omega e do mar começou 16 anos antes, em 1932, com o lançamento do primeiro relógio especificamente desenvolvido para mergulhadores: o Omega Marine, que acompanhou o explorador americano Charles William Beebe num mergulho a uma profundidade de 14 metros no oceano Pacífico. A resistência do relógio neste ambiente marcou um ponto decisivo na história da linha que, desde então, ganhou o estatuto de relógio de mergulho robusto e fiável. Ao contrário do Rolex Oyster, lançado em 1924, o Omega Marine foi construído para enfrentar o ambiente hostil das profundezas do oceano. O seu invulgar formato retangular permitiu a construção de uma caixa dupla que impedia a água de entrar no relógio. A impressionante estanqueidade do Marine foi comprovada pelo laboratório suíço de certificação, que atestou que este suportava uma pressão de 13,5 ATM, equivalente a 135 metros de profundidade. Foi a primeira vez na história que um laboratório atribuiu este tipo de certificado a um relógio.
Ao longo dos anos, a Omega alargou a linha Seamaster com a criação de novos modelos. Além do Seamaster 300, conta ainda com o Planet Ocean 600 M, o Aqua Terra 150 M, o Diver 300 M, o Bullhead e o Ploprof 1200 M. Trata-se de linhas de produtos distintas, integradas na coleção Seamaster.

Posto à prova nos mares e nos ares

Quando foi lançado, o Seamaster não era ainda considerado um relógio profissional de mergulho, mas antes um relógio de pulso masculino desportivo, com melhor estanqueidade. Contudo, em 1955, o Seamaster fez jus ao seu ADN marítimo: no pulso do mergulhador Gordon McLean, alcançou o seu primeiro recorde de mergulho quando este desceu a 62,5 m de profundidade em águas australianas. A grande inovação introduzida pela Omega naquela época foi o vedante feito de borracha, em alternativa aos tradicionais vedantes feitos a partir de chumbo ou de goma-laca.
Um ano depois, a Omega resolveu por à prova a eficácia do Seamaster, enviando-o num Douglas DC 6 que sobrevoaria o Polo Norte – fixo no exterior da fuselagem. Em 1957, a marca lança a primeira linha Seamaster especificamente desenhada para mergulhadores, mantendo-se até aos dias de hoje: a Seamaster Professional. Integrado nesta linha, o Automatic Seamaster 300 tornou-se rapidamente um modelo de sucesso entre conhecedores. Foi o relógio eleito por muitos mergulhadores profissionais, tanto civis como militares. Entre eles, a força especial da Marinha Real Britânica, a Special Boat Service. Era também um favorito de Jacques Cousteau, que o testou na sua experiência de viver no fundo do mar, ao largo da costa do Sudão, denominada Precontinente II. Nesta altura da história, as manufacturas suíças Omega com o Seamaster, Blancpain com o Fifty Fathoms e Rolex com o Submariner concorriam entre si para ver qual delas criava o melhor relógio de mergulho. Tarefa difícil, uma vez que, nesta matéria, tudo depende de preferências pessoais.
Em 1970, a marca apresentou o Seamaster 600, mais conhecido pelo nome Ploprof (Plongeur Professionnel), resultado de 4 anos de intensas pesquisas e desenvolvimento. O relógio foi sujeito a uma série de testes de laboratório que atestaram a sua resistência até uma profundidade de 1.370 m. A partir deste ponto, a pressão exercida sobre o vidro do mostrador de 4 mm era tão forte que este embatia no ponteiro dos segundos e o relógio parava. A uma tal profundidade, a pressão é de 140 quilos por cada centímetro quadrado do relógio. O modelo seguinte, o Seamaster Professional 1000, alcançou uma profundidade de 1.000 m no braço do robô do submarino Beaver Mark IV.

Conselhos para a compra de um Seamaster

Quer vá fazer vela, snorkeling ou andar de caiaque, os relógios Seamaster são companheiros ideais para todo o tipo de aventuras aquáticas. Todos os modelos apresentam uma estanqueidade mínima de 150 m (15 bar).
Para o mergulho desportivo ou profissional, sugerimos as versões resistentes a uma pressão de 20 bar ou mais, dado que são relógios robustos e funcionais ideais para as suas aventuras no mundo submarino. Em termos de estanqueidade, a coleção Omega divide-se em duas categorias: os modelos Aqua Terra e os Bullhead (com uma estanqueidade máxima até 150 m) e todos os outros modelos Seamaster destinados a mergulhos mais fundos.
Apesar da enorme popularidade da linha Seamaster, os modelos vintage têm um preço surpreendentemente acessível. Não só os modelos de quartzo, que custam cerca de 300 euros, como também os modelos com movimento mecânico em bom estado de conservação, cujo preço se encontra muitas vezes abaixo dos 500 euros. A maioria destas peças são relógios masculinos, simples e elegantes.
Inicialmente, a coleção Seamastar tinha poucos relógios de mergulho. Se estiver interessado em adquirir uma destas peças raras, o preço ultrapassa largamente a barreira dos três dígitos. O primeiro Seamaster 300 do final da década de 1950 recebeu o número de referência CK 2913 e custa, em bom estado de conservação, mais de 10.000 euros.
Obviamente, não se aconselha que faça mergulho com uma peça tão valiosa. Geralmente, a estanqueidade dos relógios de mergulho deve ser regularmente verificada por um técnico relojoeiro. Caso adquira um Seamaster usado, certifique-se de que esta manutenção foi realizada. Caso não tenha sido, aconselhamo-lo a levar o relógio a um relojoeiro, dado que os vedantes envelhecem e têm de ser substituídos de tempos a tempos para que o relógio se mantenha estanque.
Os modelos Seamaster Aquaterra não usados e em bom estado de conservação com movimento de quartzo custam cerca de 2.000 euros. O preço de um Diver 300 M com movimento automático ronda os 2.500 euros. No topo da escala de preços encontra-se o Seamaster 300 com caixa e bracelete em platina. Esta versão custa cerca de 55.000 euros.

Dicas de compra

  • Preços entre os 300 e os 50.000 euros
  • Grande variedade de relógios vintage
  • Ploprof 1200 M: estanque até 1.200 m (120 bar)
  • Planet Ocean 600 M: estanque até 600 m (60 bar)
  • 300 e Diver 300 M: estanque até 300 m (30 bar)
  • Aqua Terra 150 M e Bullhead: estanque até 150 m (15 bar)

Seamaster 300 e Diver 300 M

O Seamaster 300 atual evoca os modelos de mergulho criados no final da década de 1950. Em termos visuais é, pois, distinto do Diver 300 M que, embora tenha um nome idêntico, é um relógio mais indicado para usar com o fato de mergulho. O Seamaster 300, ao invés, é um dress watch desportivo e robusto, estanque até 300 m de profundidade. A caixa de 41 mm está disponível em aço e em diversas ligas de ouro, titânio e platina.
O Seamaster Diver 300 M foi concebido para mergulhadores profissionais e vem equipado com uma solução técnica desenvolvida especialmente para o mergulho de grandes profundidades: a válvula de escape de hélio. A função desta válvula é a de poder deixar escapar os átomos de hélio que, por serem de menor dimensão, penetram na caixa através dos vedantes quando o mergulhador se encontra na câmara de mergulho. De regresso à superfície, e durante a descompressão, o mergulhador aciona a válvula através de um botão para fazer escapar esses mesmos átomos de hélio para o exterior, evitando que o vidro do relógio salte devido à pressão acumulada. Os modelos da coleção Seamaster Planet Ocean também vêm equipados com esta tecnologia, e o Seamaster Ploprof 1200 M possui inclusive uma válvula de hélio que se aciona automaticamente. Este modelo, desenvolvido especialmente para mergulhadores profissionais (PLOngeur PROFessionnel), foi lançado em 2009 e é estanque até 1.200 m de profundidade, sendo, portanto, o modelo com maior estanqueidade desta linha. A válvula de escape de hélio é usada por outras marcas como, por exemplo, o modelo Superocean da Breitling.

Calibre Co-Axial e movimentos de quartzo

Na coleção Seamaster, a Omega utiliza sobretudo calibres mecânicos que vêm equipados com o exclusivo escape coaxial. Com esta tecnologia, é introduzida uma nova roda no sistema de engrenagem, permitindo que duas rodas se movam num único sentido de rotação, o que reduz a massa e o momento de inércia das mesmas. Esta tecnologia tem a vantagem de diminuir consideravelmente o atrito, necessitando por isso de menos lubrificação. Além disso, torna o mecanismo menos sensível ao choque. A Omega utiliza mecanismos produzidos pela manufactura de calibres ETA (a maior fornecedora de movimentos mecânicos da relojoaria suíça), aperfeiçoando-os para os vender sob o seu nome. A marca propõe ainda alguns dos modelos Seamaster com calibres de quartzo, como o Diver 300 M, para senhoras, que se apresenta com uma caixa de 28 mm de diâmetro. A coleção Aqua Terra 150 integra também relógios femininos e masculinos com movimento de quartzo.
O Aqua Terra combina uma estanqueidade de até 15 bar (150 m) com um design elegante e tradicional. Esta linha engloba várias versões, algumas delas especialmente luxuosas, com uma caixa bicolor polida e escovada em ouro rosa e aço inoxidável. Os modelos da coleção feminina exibem uma escala polida ou totalmente incrustada de diamantes. O efeito luxuoso é ainda realçado por 11 indexes de diamantes. Esta estética não quer dizer que a Omega se afaste do design típico dos relógios Seamaster. Anos antes, a Omega introduzira na sua coleção o Seamaster De Ville, com uma estética declaradamente clássica. A coleção De Ville é, desde há algumas décadas, uma linha independente com um aspeto clássico e design elegante.
O Seamaster Bullhead é também estanque até 150 m (15 bar), mas surge com um design completamente distinto e nada convencional. A caixa de aço deste relógio é assimétrica, formando um triângulo invertido. A coroa encontra-se na invulgar posição das 12 horas. À esquerda e à direita desta, surgem os dois botões do cronógrafo que, pela sua forma retangular, lembram a cabeça de um touro, o que deu a esta peça o seu nome de batismo. O modelo conta com uma luneta rotativa sob o vidro de safira do mostrador que é controlada pela segunda coroa, posicionada às seis horas. A luneta possui uma escala de 24 horas com cores alternadas para identificação do dia e da noite, permitindo a leitura de outros fusos horários. Os Bullhead vêm equipados com o movimento automático Co-Axial Calibre 3113 com roda de coluna, escape coaxial em três níveis e espiral livre Omega para maior precisão, estabilidade e durabilidade do movimento. Os modelos beneficiam de 53 horas de reserva de marcha.

A Omega no pulso de James Bond

O modelo Omega Seamaster tem sido o relógio de eleição do mais famoso agente secreto da história: James Bond. O espião de Sua Majestade já salvou várias vezes o mundo com um Omega Seamaster no pulso: no filme Goldeneye (1995), Pierce Brosnan usa um Diver 300 M com um distinto mostrador azul. Em Casino Royale (2006), o Bond personificado por Daniel Craig usa um Seamaster Diver 300M Co-Axial e um Planet Ocean 600M Co-Axial. No 24.º filme da saga do agente 007, Spectre, a marca apresentou o Seamaster Spectre, uma edição especial limitada a apenas 7007 peças. Este relógio distingue-se por características únicas, como a luneta giratória bidirecional em cerâmica polida preta com uma escala de 12 horas em Liquidmetal® ou ainda pela bracelete NATO de cinco listas pretas e cinza. Na parte de trás da caixa, encontra-se gravado o número de série único, complementado com o nome do filme SPECTRE. No interior, o relógio é alimentado pelo Calibre Omega Master Co-Axial 8400, resistente a campos magnéticos até 15.000 gauss.